English  French  Italian  Portuguese  Spanish

Projeto do parque

Em 2008, por uma iniciativa da empresa Light, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, formou-se uma equipe multidisciplinar com o objetivo de criar o Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, um museu a céu aberto para reverter o processo de esquecimento de São João Marcos, recuperando a memória dessa antiga cidade do Vale do Café Fluminense e, ao mesmo tempo, um espaço de preservação da natureza e de divertido aprendizado.

A equipe coordenada pelo Instituto Light e integrada por arqueólogos, museólogos, pesquisadores, produtores culturais, expositores, arquitetos, engenheiros, dentre outros profissionais, idealizou um espaço onde, de forma lúdica e didática, os visitantes pudessem associar as evidenciações arqueológicas com a história do lugar. Tudo isso, em meio a uma área preservada da Mata Atlântica.

2008: preparação de estudos básicos, execução de trabalhos arqueológicos iniciais e obras de edificações de apoio e de acesso ao sítio.

2009 e 2010: aprofundamento dos trabalhos arqueológicos, início do reflorestamento piloto, construção do Centro de Visitação e execução dos elementos de museografia. 

2011: início da operação do Parque e da gestão do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV), coordenada pelo Instituto Light. 

Um longo trabalho, muitas pessoas e muito carinho. Esta é a receita usada neste projeto pioneiro de resgate da história de uma importante cidade que desapareceu para dar lugar ao progresso.

Infraestrutura

O núcleo de edificações do Parque tem três objetivos principais: acolhimento do público visitante, exposição sobre a memória da cidade e guarda e conservação dos documentos e objetos originais. A localização das construções foi objeto de vários estudos.

O local escolhido, um recuo logo na entrada da cidade, além de facilitar o acesso, permite ao visitante uma imersão na exposição anterior ao circuito de visitação, atendendo muito bem à integração desejada. Cada módulo tem aproximadamente 110 metros quadrados de área construída e utiliza estruturas metálicas, pedra, madeira e vidro, além de um anfiteatro com capacidade para 150 pessoas.

2014: investimentos da Light, financiados pelo BNDES, permitiram, entre muitas outras benfeitorias, a criação de um mirante à beira da represa, sala de exposições e multimídia, reserva técnica, sala de apoio para pesquisas, Espaço Obra Escola, Viveiro São João Marcos, Horta Orgânica e campo de futebol.

Um longo trabalho, muitas pessoas e muito carinho. Esta é a receita usada neste projeto pioneiro de resgate da história de uma importante cidade que desapareceu para dar lugar ao progresso.

Endereço

Estrada RJ 149, Km 20
(Estrada Rio Claro - Mangaratiba)
Rio Claro - RJ

Funcionamento

Quarta a sexta - das 10h às 16h
Sábados e domingos - das 9h às 17h

Telefone

(21) 2233•3690